Buscar

“Nobody Speak”: A guerra dos poderosos contra a Imprensa

Atualizado: 9 de out. de 2020

Lucas Oliveira


A perseguição contra jornalistas sempre existiu. De uma maneira ou outra, nenhum poderoso gosta de uma imprensa livre e crítica. Mas o que acontece quando esses poderosos decidem tomar medidas para acabar com a liberdade de imprensa? Será que o dinheiro e o poder são mais fortes que a verdade? O documentário original da Netflix Nobody Speak: Trials of the Free Press, dirigido por Brian Knappenberger, fala exatamente sobre essas questões. Muito focado no cenário político dos Estados Unidos em 2017, o longa traz casos reais de momentos em que a mídia independente foi atacada por exercer o seu trabalho: falar a verdade.

(Documentário original da Netflix/Foto: Reprodução)


Tudo começa com o primeiro julgamento da história do vazamento de uma sex tape (vídeo de sexo de uma celebridade) do famoso lutador de luta livre Hulk Hogan. Terry Bollea (nome verdadeiro de Hulk) processava o Gawker, um blog baseado na cidade de Nova York, muito conhecido por falar “o que estava acontecendo nos backgrounds”.

(Hulk Hogan no julgamento/Foto: Reprodução)


A Princípio, somos levados a crer que toda a ação judicial estava motivada pela vontade de Terry de ter sua privacidade respeitada. Nesse momento inicial do documentário, há um debate muito interessante sobre a liberdade de imprensa versus a privacidade. O que é notícia? O que é de interesse público e, portanto, deve ser publicado? Debates essenciais para todo jornalista em formação.

O documentário nos faz refletir sobre os limites entre a vida privada e o publicável, além de mostrar questionamentos sobre a influência do governo no Jornalismo. Devemos definir o que é e o que não é publicável? E como fazer essa definição? De que forma definir, limitar e até mesmo censurar não estaria infringindo a própria liberdade de expressão?


Porém, o buraco é ainda mais fundo. Nobody Speak nos leva às profundezas de esquemas e ataques coordenados à imprensa que aconteceram nos últimos anos nos Estados Unidos. Bilionários silenciando jornalistas e veículos de comunicação com o dinheiro. O financiamento de julgamentos milionários para falir uma mídia independente. A ascensão de um bilionário, candidato à Presidência, que, a todo custo, incita o ódio a jornalistas e chama a mídia de “mentirosa”, “corrupta” e “inimiga do país”.


Um novo capítulo na história do Jornalismo se inicia. Não existe democracia sem uma imprensa livre e crítica. Nobody Speak mostra a guerra secreta dos super ricos e poderosos contra a mídia. Dos bilionários do Vale do Silício à Casa Branca, o jornalismo está sob ataque. Nas palavras de Millôr Fernandes, a “Imprensa é oposição. O resto é armazém de secos e molhados”.


Documentário disponível na Netflix.

122 visualizações0 comentário