Buscar
  • Pitacos

Reportagem do “GLOBO” expõe a desigualdade de gênero no cenário político brasileiro

Caroline Simões


(Imagem: Reprodução)


Os dados preocupantes exemplificam: 65 municípios do país não elegeram sequer uma mulher para as câmaras de vereadores nos últimos 20 anos. Esse é o levantamento que a matéria Mulheres sem espaço na política: Conheça as cidades que só elegem homens faz, com base em informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). É uma leitura essencial por promover um debate extremamente necessário, sobretudo, em um ano de eleições municipais.

A reportagem foi publicada na Celina, plataforma de conteúdo do GLOBO voltada à condição da mulher na sociedade. É um espaço de reportagens, artigos, entrevistas, perfis e vídeos que vão de temas como mercado de trabalho à educação. A autoria do texto é dos jornalistas Alice Cravo, Pedro Capetti, Vinícius Sassine e Fernanda Alves, que se dividiram em funções e visitaram três municípios do país em busca de histórias e de relatos de mulheres que tentam conquistar espaço nesse mundo dominado por homens.

Além de mostrar dados, a matéria traz trechos de entrevistas com cientistas políticas, que reforçam e explicam o que os números já evidenciam. Outro aspecto positivo é que em vários pontos da reportagem são colocadas fotos e falas de candidatas de cada município visitado, o que dá voz e visibilidade a mulheres que, corajosamente, tentam diminuir essa desigualdade. Assim, é possível que o leitor entenda a situação diretamente por quem sofre na pele a repressão por buscar chegar a um lugar que historicamente não lhe pertence.

“Acho que não estou tão forte para ganhar. Esses políticos velhos sabem trabalhar. E não adianta: ser mulher prejudica. Parece que veem a mulher como alguém que não pode ter voz ativa”, diz Maria das Graças Alencar, a Maria Ceará, uma das 11 candidatas a vereadora, entre os 35 candidatos ao cargo. Devido à falta de apoio financeiro de seu partido, o DEM, ela improvisou santinhos em busca de votos.

E é exatamente isso que mais chama atenção na matéria: a falta. Falta apoio. Falta recurso. Falta confiança. Falta representatividade. Falta muito a ser conquistado. E os autores destacam isso, não só pelos relatos das candidatas, mas também, por falas de alguns políticos apresentadas ao longo do texto, que compartilham do pensamento machista do vereador Edmundo Gomes, ao dizer que o motivo das mulheres não conquistarem vagas na câmara é porque “não trabalham os quatro anos para ser eleitas”.

Mulheres sem espaço na política: Conheça as cidades que só elegem homens é uma ótima opção de reportagem para quem deseja se educar e conhecer um pouco mais sobre uma reivindicação que não deve ser só das mulheres, mas de toda a sociedade. É uma matéria que faz com que o leitor reflita sobre seu papel em uma luta que – como a afirmação do vereador bem exemplifica – ainda tem um longo caminho pela frente.




47 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Laura Alexandre O número de mulheres na política ainda é pequeno no Brasil. De acordo com reportagem da Folha de São Paulo a partir de dados da União Interparlamentar, o Brasil está em 142° lugar no r

Anna Barbara Em tempos de pandemia, o jornalismo ganhou ainda mais relevância para transmitir informações corretas e combater a desinformação. Muitas reportagens têm alertado para para falsas práticas