Buscar

Quando aquilo o que está longe se torna acessível

Atualizado: 2 de set. de 2021

Júlia Fernandes


Em março, a China constrói em 10 dias, hospital com capacidade de 1.000 leitos. A banda sul-coreana BTS se torna uma das mais ouvidas do mundo e se equipara aos Beatles em termos de influência. Companhias aéreas asiáticas ocupam o top cinco das melhores do mundo há, pelo menos, quatro anos. Essas notícias, apesar de grandiosas, não devem parecer tão surpreendentes para o leitor; afinal, o gigante asiático faz jus ao seu tamanho. No meio de façanhas grandiosas e pioneirismos em diversos rankings, pode-se dizer que o presente e o futuro pertencem, sim, à Ásia. Por isso, foram selecionados cinco veículos influentes para se informar a respeito de tudo o que acontece no continente, seja por website, seja por newsletter. 1. CNA A Channel News Asia é uma rede asiática de notícias feita totalmente em inglês. Mais do que um veículo de produção de conteúdo baseado na Ásia, a CNA deixa claro que não se trata só de uma perspectiva diferente, mas de percepções feitas do próprio continente para o mundo. O canal publica assuntos diversos, desde notícias até programações documentais. Baseada em Singapura e com correspondentes em diversas cidades globais importantes, a CNA tem um alcance midiático enorme, pois atua na TV, no rádio, no website e em várias plataformas online como o Facebook, o Youtube e o Twitter

O canal, que pode ser acessado pelo https://www.channelnewsasia.com/news/international, oferece duas newsletters gratuitas ao público. Uma, a Morning Brief, é enviada pela manhã para atualizar o leitor sobre o que está em alta e o que estão falando nas redes. A outra fala sobre atualizações a respeito da Covid-19 e de notícias de última hora de Singapura e do Mundo. Para se inscrever em cada uma – ou nas duas – basta acessar https://www.channelnewsasia.com/news/newsletters#, selecionar a que mais lhe interessa e preencher o e-mail.


2. Al Jazeera

Al Jazeera, Al Jazira, A Ilha. Seja qual for o nome a ser usado, sua relevância não deixa de ser enorme. Afinal, ela é nada menos do que a maior rede de televisão do mundo árabe. Com sede em Doha, no Catar, é a maior emissora de televisão jornalística do país e, sem dúvida, uma referência mundial ao se falar de notícias do Oriente. Ao acessar o websitehttps://www.aljazeera.com/, é possível visualizar notícias de todos os cantos do mundo, além de destaques como a eleição nos Estados Unidos ou as editorias de Economia e de Opinião. Sendo um sólido veículo de comunicação que preza pela liberdade de expressão e pela anti-censura em pleno Oriente Médio, a Al Jazeera fez história ao longo dos anos. É por esse e tantos outros motivos que o canal tem sérios e transparentes valores, missões e códigos de ética e de conduta.

Para se inscrever na newsletter e receber notícias em primeira mão, basta preencher o e-mail no box que aparece ao rolar a página do website. Na TV, na página online ou na newsletter é possível acessar tanto a versão em inglês quanto a versão árabe.


3. Asia Times

Um dos maiores canais de comunicação do mundo, o Asia Times tem suas principais sedes em Hong Kong, Bangkok e Nova Déli, além de sucursais em outras partes do mundo. Com publicações em inglês ou em chinês simplificado, o veículo conta com notícias do mundo financeiro, artigos de opinião e notícias separadas por região, sendo elas: China, Nordeste Asiático, Sudeste Asiático, Sul da Ásia, Oriente Médio e Mundo – para abordar questões de lugares que não se encaixam em nenhuma das outras categorias.

O Asia Times disponibiliza cinco newsletters, sendo duas delas de relatórios diários e semanais, respectivamente, e outra sobre informações do mercado de Bitcoin, a The Week in Crypto. Além das três, há duas newsletters interessantes, que são a Southeast Asia Insider e a War Drums. Enquanto na primeira é feito um relatório semanal das últimas notícias do sudeste asiático, na segunda são divulgadas, toda quarta-feira, notícias relacionadas ao militarismo e à segurança. Para se inscrever, basta acessar o link https://asiatimes.com/newsletters/.


4. Yonhap

A sul-coreana Yonhap não é só a principal agência de notícias do país asiático, como também é o único serviço coreano que trabalha com agências estrangeiras, mantendo acordo, inclusive, com a norte-coreana KCNA (Agência Central de Notícias da Coreia). A Yonhap News Agency pode ser acessada pelo site https://en.yna.co.kr/, e embora não tenha serviço de newsletter para assinar, está disponível em sete idiomas – sendo o inglês e o espanhol dois deles. Ao acessar a página virtual, além de notícias sobre as duas Coreias, é possível se informar a respeito de Mercado, Negócios, Esportes e Cultura. Para os fãs da cultura coreana, a Yonhap tem o K-Wave, um espaço com matérias, fotos e vídeos destinado às últimas atualizações de bandas de K-Pop, além de informações e notícias sobre filmes e entretenimento.


5. The Asahi Shimbun

Em termos de tiragem, o Asahi Shimbun ocupa o segundo lugar no ranking dos maiores jornais do mundo, sendo o primeiro lugar também ocupado por um jornal japonês. Ele pode não ser o maior em relação à quantidade, mas é o mais influente. São emitidos surpreendentes 12 milhões de exemplares por dia que abordam desde as notícias mais simples de um bairro japonês até as de grande proporção que acontecem do outro lado do mundo. Além de cobrir editorias gerais como Política, Negócios, Esporte, Sociedade e Cultura, o jornal tem espaços destinados a notícias do próprio Japão, além de artigos de opinião, entrevistas, notícias da Ásia e uma aba para falar só de viagens. O websitehttp://www.asahi.com/ajw/ está disponível em inglês, japonês, chinês tradicional e chinês simplificado.


25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo